Instagran

terça-feira, 6 de fevereiro de 2018

Rua Padre Inglês


Desafio uma foto por dia.
Quem foi o padre inglês?
Fala-se que o padre inglês trata-se de um pastor anglicano que residiu nesta rua no século XIX.


No poema que dá título ao livro e à seção intermediária, lemos: “Na rua do Padre Inglês/ um louco joga xadrez.// joga o xadrez da desgraça:/ uma sombra na vidraça/ é o seu parceiro demente.” Há um movimento de observação e busca da nudez das coisas, um caderno de anotações de campo em que o sujeito lírico continua a jornada de aprendizado a partir do diálogo entre contrários: dentro e fora, luz e sombra, céu e chão. Tudo costurado pelo exercício para manter a brasa da lembrança (de si, da cidade, dos outros) acesa: “Nos desertos da memória:/ a rua, o poste, a calçada”. O sujeito lírico atravessa a rua e é atravessado pela cidade: os cheiros, os rios podres, seus bancos, suas putas, suas igrejas e cemitérios, as manchas de merda na calçada.


Trecho do livro:  A rua do padre /editora 7 letras  de Afonso Henriques Neto e Distância, de Virna Teixeira.


Foto de Rômulo Pereira
Cena capturada com um smartphone moto g5 plus.

Fonte:

http://www.vacatussa.com/rua-padre-ingles-everardo-noroes/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Carnaval 2018/ Marco Zero/Recife

Uma mistura de ritmos tomou conta do palco do Marco Zero na noite desse sábado de Zé Pereira. De frevo a rock, os shows no polo principal c...